Publicidade sim, mas de jeito!

Caros  trabalhadores de circo, utilizadores de sites que rimam com fotografia, homens que usam desodorizante roll-on e pessoas no geral que acham que a palavra que rima com fotografia não tem necessariamente a ver com conteúdos explícitos.

Muitas foram as criaturas que se questionaram sobre o porquê de um novo post ter demorado tanto tempo a ser composto… Bem, na realidade foi só o reflexo do próprio espelho do Sr. Drácuécalo que o fez e denotava um certo tom de suplica para que não existisse mais nenhum… Pois bem minhas abóboras flamejantes, o Sr. Drácuécalo voltou após ter estado acamado no hospital a dar à luz tetra-gémeos… Claro que isso não teria levado tanto tempo se não fossem uma mistura de T-Rex com o Zé Castelo Branco.

Durante este retiro espiritual, tive a oportunidade de analisar uma temática que tem tanto de interessante como um discurso chileno sobre a foca do mediterrâneo: o conceito de publicidade… Se analisarmos a diferentes marcas dos diferentes produtos vemos que o ser humano não tem qualquer tipo de imaginação na denominação! Pegando, ao acaso, no papel higiénico analisem o mercado: temos a marca “Scottex”, a “Renova” e afins… Alguém tem vontade de comprar papel higiénico com nome de empresa de arquitectura de interiores? Claro que depois precisam daquelas mariquices de papel colorido ou a cheirar a molho de tomate para cativar o consumidor… Curiosamente a única marca que mais tem senso publicitário é a chamada marca branca “é”! E perguntam vocês: “- é?!?!?!” Precisamente, ou é ou não é! Perceberam a comercialidade do nome?

Deste ponto de vista, não faria mais sentido haver uma marca de papel higiénico chamada “limpaki” ou “mousse de abacate cor de cavalo”? O que daria origem aos mais variados slogans tipo: “papel higiénico mousse de abacate cor de cavalo… fica tudo tão bem camuflado que pode voltar a enrolá-lo…”

Evidentemente que quem quisesse também poderia inventar o “limpaki – cieiro” (a maneira mais suave de limpar o ca… o ca bem entenderem…) ou o “limpaki – rotweiller” (que seria o topo da gama em limpeza, mas que vos deixaria a caverna do Aladino a parecer o túnel do Marquês… ainda em obras…)

P.s: Este post foi escrito usando uma escova de dentes. O Sr. Drácuécalo vai desmentir qualquer menção ao nome de José Castelo Branco em qualquer um dos seus posts. Ler como uma dose extraordinária de purificador de ar. Pode provocar rinite. Em caso de persistência dos sintomas consulte o seu médico ou farmacêutico.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s