Concertos ao léu…

 

Caros degustadores de paio francês, tocadores de gaitas, homens cuja profissão passa por encher alheiras e pessoas no geral que andam em contra-mão nas auto-estradas.

Os concertos ao vivo fazem parte da vida de qualquer jovem que debita testosterona pela via nasal, sobretudo os concertos rock! Qual é o homem ou a mulher mais para o peluda que não recorda com saudade um concerto em que a meio já não sabem se estão no pavilhão atlântico ou no tambor da máquina de lavar da vizinha? O Sr. Drácuécalo, como buscador de aventuras e algazarra, deslocou-se ao local de um concerto rock com o seu amigo imaginário para uma noite de folia e coça das antigas. Tal como suspeitava, no recinto estava uma população cuja média de idades andava entre os 16 e os 32 anos… Não percebi o que estava a fazer uma senhora com os seus 60 anos lá no meio… ou era uma verdadeira rockeira ou então confundiu aquele espaço com a sessão de autógrafos do Manuel Luís Goucha. Esta segunda hipótese era, de facto, a mais provável, mas o Sr. Drácuécalo decidiu não alertar a senhora… Quando se desse inicio ao moche ela deveria aperceber-se e iria sair de lá… Só restava a dúvida se sairia de lá viva ou inteira… Não sei, nunca mais foi avistada.

Cingindo-me à indignação que deu origem a este texto, como seria de prever, num instante ficou um calor insuportável no referido espaço… Curiosamente o Sr. Drácuécalo foi o único ser a levar camisola e casaco lá para dentro o que deu origem a uma série de manobras durante o concerto, na tentativa de facilitar a evaporação corporal através dos inúmeros folículos pilosos e adiposos. Concerto a decorrer e começa o fenómeno: apesar de irem só de t-shirt, os homens lá presentes começaram a fazer top less!!! Imaginem agora 300 homens, suados até aos pés, sem t-shirt, a atirarem-se uns contra os outros… Não teria problema se fosse uma cena do filme “O gladiador” ou o episódio do casamento da atriz principal com o filho do vilão que estava grávida do tio que era primo do noivo numa novela mexicana… mas era real, e o Sr. Drácuécalo estava lá no meio… De 30 em 30 segundos a minha face era fustigada com uma axila molhada, ou com um umbigo maroto e salgado!!! E posso até afirmar que num momento mais alto da música mais pesada da noite, fui violentamente agredido no olho por um mamilo mais erecto que me apanhou desprevenido…

Meu caros leitores e fãs, a partir desse dia o Sr. Drácuécalo deixou de ser o defensor da realidade para ser o defensor dos desodorizantes e das burkas!

 

 

Ps: O Sr. Drácuécalo esclarece que tomou vários banhos após o incidente e que faz análises sanguíneas diariamente. O olho já recuperou a visão, mas ainda vive com medo de represálias. Este post precisa ser alimentado com rúcula e tomates. Pode provocar frieiras. Em caso de persistência dos sintomas consulte o seu médico ou farmacêutico.

Anúncios

One thought on “Concertos ao léu…

  1. Liliana diz:

    Definitivamete, ainda se consegue achar algo que valha a pena no facebook. Eu achei o link para este blog.

    Isto é do melhor que eu já vi para desanuviar 🙂

    Keep going!
    kiisss

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s